quinta-feira, 23 de novembro de 2017

TORSHY/MAKHALEL - Picles à Moda Egípcia


A receita da vez é o picles egípcio, chamado de makhalel ou torshy.
Mas calma lá, engana-se quem pensa ter o mesmo gosto do picles
tradicional, além do formato (o qual é dado com uma faca "ondulada"), o sabor é de arder até 1 km de distância!
O modo de preparo é praticamente igual ao picles convencional o que difere aqui é um ingrediente a mais: Harissa (Rarissa)! Um tipo de pasta de pimenta vermelha mais ardida que qualquer pimenta que você possa imaginar. Não sei se é possível de encontrá-la ai no Brasil ou outros países do mundo (além da maioria dos países árabes), mas de qualquer forma, minha sugestão de substituição é o molho de pimenta Tabasco.

INGREDIENTES:
(As quantidades não estão descritas pois dependerá da quantidade de picles a ser feito)

  • água quente
  • vinagre branco
  • açúcar
  • sal
  • dentes de alho descascados e cortados ao meio
  • pimenta em grão
  • folhas de louro
  • OPCIONAL: rarissa ou molho de pimenta (tabasco), gengibre.

SUGESTÃO DE LEGUMES QUE PODEM SER USADOS:

  • cenoura, pepino, nabo em palitos
  • repolho em tiras
  • couve-flor em buquês
  • pimentas diversas 
  • limão egípcio inteiro ou o limão rosa brasileiro - aquele rosado por dentro e pequeno.
  • cebola
  • berinjela

PREPARO:

Logo no início do post, falei da faca ondulada, é ela que da a cara, a identidade do picles egípcio, mas se você não encontrar, não tem problema algum pois em nada vai alterar o sabor. É só o chame mesmo.

Faca ondulada

Primeiro vamos preparar os legumes. Descasque a cenoura, o pepino não precisa, corte em palitos com a faca ondulada. O repolho, corte em tiras longas como se fosse para refogar. A couve-flor, separe em buquês médios. A pimenta, após lavar, faça um ou dois cortes no comprimento mas sem separar as metades; o corte é feito apenas para que o líquido entre na pimenta. O limão egípcio é bem pequenininho e por isso coloquei como substituição aquele limão rosa, também conhecido como limão caipira pois este também é bem pequeno; lave bem pois será utilizado com a casca; corte em 4 formando gomos, mas cuidado para não separar os gomos, o limão deve ficar inteiro ou ainda corte o limão ao meio. Para a cebola e a berinjela, cozinhe ambas em água (sem sal) até que estejam semi cozidas e ainda firmes. Preserve a berinjela com a casca e faça um corte no comprimento, já a cebola deve ser descascada após cozida.


Vamos a parte da mistura líquida:
Fazer uma mistura de água quente (quantidade bem maior - mais ou menos 1 litro e 1/2), vinagre (quantidade bem menor - 1 esguichada ou mais ou menos 3/4 de um copo americano), 1/2 colher de sopa de açúcar, 3 a 4 colheres de sopa cheias de sal. Misture bem até o sal e o açúcar se dissolverem.

MONTAGEM:
Colocar os legumes em potes, preenchendo bem até a boca, acrescentar 1 a 2 dentes de alho cortados ao meio, gengibre cortado em cubinhos (opcional), um punhadinho de pimenta em grão, uma folha de louro e completar com a mistura de água e vinagre. Os legumes devem ficar completamente submersos na mistura.

Picles de limão
Para o picles ficar igualzinho ao do Egito, dissolva bem uma colher de sopa de Rarissa em um pouco da mistura de vinagre e água e acrescente ao pote de picles. 1 colher de sopa de Rarissa ou molho Tabasco é a quantidade para 1 pote de 1 kg de makhalel. Diminua ou aumente conforme o tamanho de seus potes e claro, de seu gosto. Está pronto. Deixe descansar por pelo menos 1 semana na geladeira e depois é só servir com sanduíches, saladas, frituras e com o que quiser. Aqui no Egito sempre tem um potinho com makhalel quando a refeição e sanduíches são servidos. Também acompanha perfeitamente os petiscos fritos/assados de pão egípcio, mas essa receita fica para o próximo artigo culinário.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e deixe também a sua sugestão para novos posts. O que você gostaria de ler?

Fique mais um pouco e leia também: